Friday, March 25, 2011

Você tem saudade de quê?

Ser imigrante é ter o coração divido entre lá e cá. É abdicar de algumas coisas para ganhar muitas outras mais. É reaprender de uma forma diferente tudo o que já se sabe. Ser imigrante é também ter que lidar com a saudade e a falta de coisas e pessoas que nos são caras. Saudade nunca acaba, só fica diferente.
Muita gente não aguenta conviver com a saudade e a falta da zona de conforto que tinha em seu país, então decide voltar. E não tem nada de mal nisso não. Cada um tem que buscar ser feliz, aqui ou lá.

Acho que o período mais difícil são os primeiros 6 meses em um país diferente. Você não conhece ninguém, tudo é diferente e novo, o que tem seu lado bom e ruim. A saudade aperta tanto que até dói. Aí você arranja um emprego, faz novos amigos, começa a explorar a cidade e sua vida adquire novamente uma rotina que te ajuda a esquecer um pouco da saudade.

Quando cheguei aqui eu sentia mais falta da comidinha do Brasil do que da minha família, pois eu já vivia longe deles há muitos anos. Geralmente nos víamos uma ou duas vezes por ano e eu telefonava para minha mãe quase todo dia. Senti bastante falta desses telefonemas diários (ainda sinto), mas não ter aquela comidinha gostosa que me trazia boas lembranças era a parte mais difícil para mim.

Com o tempo fui conhecendo restaurantes e comidas de todas as partes do mundo. Meu paladar mudou, comecei a cozinhar (ou pelo menos tentar) e hoje já não sinto tanta falta da comida, além de coxinha, pão de queijo de padaria e outras guloseimas, mas a saudade da família e dos amigos tomou o primeiro lugar.

De vez em quando sinto saudade dos lugares que eu frequentava em São Paulo, de passar uma tarde inteira na livraria Cultura ou na Fnac, de tomar um cafezinho com leite na Kopenhagen ou no Franz Cafe, mas logo passa.
Tenho certeza de que se eu voltasse para o Brasil de vez também sentiria muita falta de várias coisas daqui, principalmente da qualidade de vida, para não falar na tranquilidade de andar nas ruas. Mas isso é uma coisa com a qual eu não preciso me preocupar porque não tenho intensão nenhuma de sair daqui. Aqui é meu lugar.

E você, tem saudade do quê?

8 comments:

Mari said...

É interessante como as pessoas reagem de forma diferente ás coisas. Tem muita gente que nao sabe lidar com a saudade e sofre muito por causa disso. O que mais me faz falta aqui são meus pais e alguns amigos (incluindo alguns familiares neste grupo). Mas nestes dois anos eu aprendi a lidar com este sentimento e não sofro muito com isso.
Qto a comida, aos poucos eu tambem fui mudando meus gostos e me adaptando ao que temos aqui. Eu amo este lugar e me sinto completamente em casa. Espero não ter que sair daqui.

helen said...

Chega a ser frio e até doloroso reconhecer isso, mas a verdade é que não sinto saudade de nada. Sinto falta dos meus pais, familiares e amigos, é claro. Mas como já havia mudade de cidade algumas vezes no Brasil, isso tb foi sendo trabalhado aos poucos. Hoje, apesar de estar há apenas um ano aqui, sinto-me muito bem. E quando a comida, nada que os mercadinhos brasileiros ou a vinda de alguém de lá não possa resolver. De resto, como foi dito antes, é só adaptação.

Bia said...

Até um tempinho atrás eu sentia uma saudade muito doída do meu pai, sempre fui muito apegada à ele e ele à mim e mesmo falando toda semana pelo skype, ainda é difícil.
O que eu ainda não consegui me acostumar de jeito nenhum é com a comida. Eu sempre cozinhei, adoro cozinhar, mas a comida aqui é diferente. Não adianta vc temperar, usar seu temperinho do Brasil ou mesmo usando coisas novas que a gente vai aprendendo, parece que a comida aqui tem sempre gosto sintético. Há uns 3 meses eu passei a comprar frutas, verduras, legumes e carnes tudo orgânico. Senti que o sabor melhorou um pouco, mas ainda assim... sinto falta daquele feijão com caldo grosso, daquele arroz que vc consegue deixar com gosto à cada tempêro diferente que vc usa, aquele peixe saboroso...
Mas enfim... temos que nos adaptar. É dar e receber. Coisas boas e coisas ruins tem em todo lugar. Pra mim, o ruim daqui é a comida. O ruim do Brasil é... bom, vai uma lista enorme aí...

Words of God said...

Fiz essa pergunta a um casal de amigos que vieram estudar em Vancouver. Eles moraram os ultimos seis meses la e a duas semanas, foram para Boston. Eles estao pensando em aplicar para imigracao. No ultimo dia que passamos juntos antes deles irem para Boston perguntamos o que mais eles sentiam falta do Brasil... O engracado foi a resposta dele, disse que sentia falta de Tang de limão. Tang de limão? Fala sério... TEm muita coisa melhor pra sentir falta. Nunca pensei que fosse ouvir essa resposta.
Sinto falta de poucas coisas, como cafezinho com pao de queijo, da pizza de SP, do hamburguer do Waldo de Curitiba, das praias do Brasil... mas nada como umas férias no Brasil nao possa resolver... certo?

Diogo Lopes said...

Tenho saudades de poder comprar cerveja boa e barata em qualquer buraco e poder beber onde me der na telha!

Fora isso, nada.

Paola Tavares Silva Wortman said...

eu,quando cheguei sentia falta de muita coisa mas logo logo a gente se adapta e aprende a se virar com o que tem. a familia a gente sempre sente falta ... mas como sao mais de 16 anos, me acostumei. sinto muita falta da educacao, dos bons modos e do carinho do brasileiro, da prontitude em ajudar ... aqui o pessoal tem bom coracao mas o calor brasileiros ... ahhh ... so espero conseguir transmiti-lo a minhas filhas tb. beijos!!

Fabio Cuizzi said...

Saudades dos restaurantes, padarias, casa de esfiha, amigos e parentes.
a maior dela eh a Fridda, agora no andar de cima esperando por min.....

Delto said...

A saudade eh algo que com o tempo passa, mas a minha impressao em quase 2 anos de Canada eh que antes da imigracao imaginamos que tudo aqui funciona quase que perfeitamente e isso nao eh verdade, aqui tem outros problemas e quando nos deparamos com a realidade, naturalmente comecamos a ter saudade. Resumindo, tenho saudades das peladas de futebol aos sabados com os amigos, nao que aqui nao exista mas eh muito diferente!