Tuesday, June 26, 2012

Canadense é educadim que só

Acredito que uma das primeiras coisas que as crianças aprendem a dizer por aqui é “I’m sorry” e “please”. Um seriado Americano de TV, How I Met Yor Mother, tem como protagonista uma canadense, Robin, que é vítima de muitas piadas sobre canadenses. Em um dos episódios, ela vai com Marshal (outro protagonista) a um bar em Nova York com tema de Minessota, onde todos tiram barato de canadenses porque eles tem medo de escuro (não sei de onde tiraram isso). Depois de muitas coisas acontecerem, Robin esta homesick, então Marshal resolve levá-la a um bar com tema canadense. Para ter certeza de que aquele realmente era um ambiente canadense, Robin dá um empurrão em um cara que está de costas para ela. O cara se vira, e ao ve-la diz “I’m so sorry. Are you OK? Please, take these donuts”. Marshal, que é Americano, não se conforma, e diz “ Peraí, voce entra no bar, empurra o cara de propósito, ele te pede desculpas e ainda te da um donut?” Robin, mas do que feliz, diz que no Canadá é assim e que ela estava feliz por se sentir em casa. Devo admitir que no início achei estranho isso, mas cada vez que saio do Canadá sinto uma falta danada desse “exagero” de educação.

5 comments:

Will said...

meu ex-chefe outro dia postou no facebook: "heard on the public transit - sorry, you are spilling your coffee on me".

Alexandra said...

E antes de vc se dar conta, vc faz o mesmo... eu já me peguei pedindo desculpas quando alguem pisa no meu pé... ;)

nosnogelo said...

heheheheh...

algo que ainda me surpreende aqui em Québec é como os motoristas de onibus (que alias, mais da 50% sao mulheres) são educados.

a grande maioria nos sauda quando entramos e desejam um bom dia quando saimos!

amo isso!!!

abs,

Joao Veloso said...

Poutz... igualzinho aqui em Suzano!! Bem que eu sempre me achei meio Canadense...

Laila said...

Eu também sinto falta dessa educação. No começo achava um absurdo a quantidade de I´m sorry que ouvia. Agora faço a mesma coisa, e adoro.
O Rick Mercer sempre diz que excesso de educação nunca vai ser problema, e isso não faz as pessoas serem bobas. A mãe dele é a pessoa mais educada que ele conhece e ninguém mexe com ela.